Pesquisar este blog

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Exercício para o 9º ano A e B


A globalização tem várias faces, dentre as quais podemos considerar a econômica e cultural.
Leia com atenção a música do Gilberto Gil, Um sonho, e responda às questões 01 e 02.

Um sonho
“Eu tive um sonho/ Que eu estava certo dia/ Num congresso mundial/ Discutindo economia
Argumentava/ Em favor de mais trabalho/ Mais emprego, mais esforço/ Mais controle, mais-valia
Falei de pólos/ Industriais, de energia/ Demonstrei de mil maneiras/ Como que um país crescia
E me bati/ Pela pujança econômica/ Baseada na tônica/ Da tecnologia/ Apresentei/ Estatísticas e gráficos / Demonstrando os maléficos/ Efeitos da teoria/ Principalmente/ A do lazer, do descanso/ Da ampliação do espaço/ Cultural da poesia / Disse por fim/ Para todos os presentes/ Que um país só vai pra frente/  Se trabalhar todo dia/ Estava certo/ De que tudo o que eu dizia/ Representava a verdade/ Pra todo mundo que ouvia/ Foi quando um velho/ Levantou-se da cadeira/ E saiu assoviando/ Uma triste melodia/ Que parecia/ Um prelúdio bachiano/ Um frevo pernambucano/ Um choro do Pixinguinha/ E no salão Todas as bocas sorriram/ Todos os olhos me olharam/ Todos os homens saíram/ Um por um/ Um por um /Um por um/ Um por um/ Fiquei ali/ Naquele salão vazio/ De repente senti frio/ Reparei: estava nu/ Me despertei/ Assustado e ainda tonto/ Me levantei e fui de pronto/ Pra calçada ver o céu azul/ Os estudantes/ E operários que passavam/ Davam risada e gritavam: Viva o índio do Xingu! Viva o índio do Xingu!

Gilberto Gil. O sonho. Disponível em: http://vagalume.uol.com.br/gilberto-gil/um-sonho.html. Acesso em: 14 fev.2010.


01 - Como a canção apresenta a face econômica da globalização?

A face econômica da globalização é representada na música pela supervalorização das relações
econômicas em detrimento das relações humanas (culturais, sociais, religiosas). Nesse
sentido, há uma defesa do trabalho, da mais-valia, das tecnologias, dos polos industriais, enfim,
do desenvolvimento econômico como único caminho para o desenvolvimento da humanidade.


02 - Como é apresentada a face cultural da globalização?


A face cultural da globalização é representada pela reação das pessoas no congresso econômico
e nas ruas, que, para além dos interesses econômicos, buscam a supremacia dos polos
culturais (lazer, poesia) e a valorização das diferentes etnias (“Viva o índio do Xingu”). Em outras
palavras, paralelamente à globalização econômica, que gera muita desigualdade, existe a globalização
da cultura e das lutas por diferentes causas no mundo.


03. Complete as lacunas com as palavras do quadro para sintetizar o significado da globalização.
A globalização envolve um conjunto de transformações econômicas no mundo atual, impulsionadas
pelas _________________________, que propiciaram a _____________________________
e o ________________________. As mercadorias passaram a ser produzidas e consumidas
no mundo inteiro, através da disseminação das _____________________________ e do
___________________________, que aumentaram os fluxos de mercadoria, informação e dinheiro
em todo o planeta.

A globalização envolve um conjunto de transformações econômicas no mundo atual, impulsionadas
pelas inovações tecnológicas, que propiciaram a aceleração da difusão da informação e o
aumento da produtividade. As mercadorias passaram a ser produzidas e consumidas no mundo
inteiro, através da disseminação das empresas transnacionais e do capitalismo financeiro, que
aumentaram os fluxos de mercadoria, informação e dinheiro em todo o planeta.


04 - Leia com atenção o trecho da matéria abaixo e explique: Como os avanços tecnológicos durante
a Guerra Fria foram popularizados na globalização?.

Algumas inovações tecnológicas, como é o caso do GPS, citado na matéria, surgiram com fins
militares. Após o fim da Guerra Fria, esses aparelhos foram adaptados pelas empresas eletrônicas
para serem utilizados por pessoas no mundo todo.

GPS: O GUIA QUE VEIO DO ESPAÇO
Entra em ação o satélite que completa um sistema capaz de dizer, com precisão nunca antes atingida, a latitude, longitude e altitude de qualquer ponto na Terra.
Era o ano de 1978, a Guerra Fria ainda estava no ar. De uma base americana, três satélites foram secretamente lançados ao espaço. Lá do alto, eles enviariam constantemente sinais de rádio para que alguns navios de guerra dos Estados Unidos pudessem calcular sua localização com precisão bem maior que a dos obsoletos rabiscos feitos a lápis sobre as cartas náuticas.
Esse era o começo do projeto “Guerra nas Estrelas”, que pretendia montar artefatos espaciais para usá-los em um possível conflito nuclear com a União Soviética. Os militares americanos não sabiam, mas acabavam de colocar em órbita uma inovação que quinze anos depois seria adorada por civis pacíficos do mundo inteiro: o Sistema de Posicionamento Global, ou GPS, como ficou conhecido.
Com o fim da Guerra Fria, os guias espaciais passaram a ter propósitos mais nobres. Embora tecnologicamente complicado – cada satélite, por exemplo, carrega quatro relógios atômicos para marcar o tempo –, o sistema tem um funcionamento teórico simples, o que despertou a atenção das indústrias eletrônicas americanas na metade dos anos 80. Elas perceberam que o sistema era capaz de muitos outros feitos, além de orientar destróieres ou porta-aviões. E mais: os sinais estavam sendo irradiados pelos satélites para qualquer pessoa com um receptor capaz de captá-los. Ou seja, bastava construir tais aparelhinhos e vendê-los aos montes.” (Paulo D´Amaro.
Disponível em: Revista Superinteressante. ed. 075. dez. 1993. p. 48-49.)

05 - A imagem a seguir pode ser utilizada para exemplificar a indústria cultural, uma das características
do mundo globalizado. Comente essa afirmação.
A imagem mostra o planisfério, desenhado em um tecido jeans. Simboliza a ampliação do uso
do jeans pelo mundo, que assim como outros produtos, representa a homogeneização de um
padrão cultural ligado ao estilo de vida consumista. É cada vez mais comum a reprodução dos
mesmos hábitos alimentares, de maneiras de se vestir, de cultura musical, cinematográfica, comportamental
etc. em todo o planeta.


06 - Os avanços econômicos da globalização ocorrem de modo desproporcional à capacidade do planeta de absorver as necessidades de recursos naturais requisitadas pela indústria. Explique como a utilização dos recursos naturais interfere no aquecimento global.
A utilização da energia e das matérias-primas resultantes da queima de combustíveis fósseis,
como o petróleo, o carvão e o gás natural, além dos desmatamentos e queimadas, são responsáveis
pelo lançamento de gases na atmosfera em quantidade maior do que a capacidade da atmosfera
em absorvê-los, provocando o aquecimento global.


07 - A implantação de uma sociedade de consumo nos moldes ocidentais tem provocado o desenvolvimento econômico da China, mas também tem provocados sérios problemas, como podemos
observar no trecho da reportagem abaixo. Leia o texto e explique as razões que levam o repórter a afirmar: “a China, em vez de estar criando uma superpotência econômica, talvez esteja cometendo suicídio ecológico.”
“(...) Por pior que seja o ar, a escassez de água limpa é uma ameaça ainda mais grave. Dois terços das principais cidades enfrentam hoje séria falta de água, e até 700 milhões de pessoas bebem água contaminada por dejetos humanos e animais em níveis que nem sequer se aproximam dos padrões mínimos estipulados pelo governo (também inferiores aos da OMS). A maior parte dos 18 bilhões de toneladas métricas de água servida produzidas nas cidades anualmente – das quais apenas 10% recebem tratamento – é lançada diretamente em rios e lagos. Camponeses que outrora usavam apenas excremento humano como fertilizante nos campos agora empregam também nitrogênio e fósforo, e com isso a água que escoa saturada de nutrientes favorece o denso crescimento de algas em rios, lagos e canais. Cientistas chineses encontraram correlação entre a poluição da água e os altos índices de câncer de fígado, estômago e esôfago no país.
Tudo isso me levou a pensar que a China, em vez de estar criando uma superpotência econômica, talvez esteja cometendo suicídio ecológico. Quem sabe os líderes chineses se perguntem a mesma coisa. “Nunca o governo chinês deu tanta importância à questão ambiental”, declarou Xie Zhenhua, diretor da Administração Estatal de Proteção Ambiental (Aepa), em relatório para a imprensa em 2002. “Ela é vital para a estabilidade e prosperidade do país e do povo.”
(Jasper Becker. A dor do progresso na China, mais dinheiro, mais bens, mais problemas. Alguma
solução?. In: National Geographic Brasil. mar. 2004. p. 113.)
O repórter faz essa afirmação porque o desenvolvimento econômico da China tem provocado
a poluição do ar e da água. Neste último caso, a poluição é agravada pelo lançamento de nitrogênio
e fósforo como fertilizantes nos campos, fazendo com que a água escoe cheia de nutrientes,
favorecendo o crescimento de algas e contaminando os curso d´água, o que já resulta no aparecimento
de várias doenças na população. Ou a China passa a dar mais importância as questões
ambientais, ou o país irá se autodestruir.


08 - Escreva um comentário relacionando a imagem e a globalização.
A pobreza observada na imagem, fruto da globalização
que se dá com a exclusão de milhares de pessoas do mercado de trabalho e que as impede
de ter condições dignas de moradia, alimentação, saúde etc. A presença da antena parabólica
na favela revela a chegada das inovações tecnológicas, especialmente dos meios de comunicação,
nos lugares mais distantes e pobres.


09 -A questão a seguir, aborda as relações entre os Estados modernos e o processo de globalização.
Leia com bastante atenção o texto abaixo:
“Se os capitalistas se tornam mais sensíveis às qualidades espacialmente diferenciadas de que se compõe a geografia do mundo, é possível que as pessoas e forças que dominam esses espaços os alterem de um modo que os torne mais atraentes para o capital altamente móvel. As elites dirigentes locais podem, por exemplo, implementar estratégias de controle da mão-de-obra local, de melhoria de habilidades, de fornecimento de infra-estrutura de política fiscal, de regulamentação estatal etc, a fim de atrair o desenvolvimento para seu espaço particular (...) A produção ativa de lugares dotados de qualidades especiais se torna um importante trunfo na competição espacial entre lugares, cidades, regiões e nações.”
David Harvey, A condição pós-moderna, Ed. Loyola, São Paulo, 1992.
O que uma transnacional exige para se instalar em um determinado país ou Estado Nação?
As elites dirigentes locais podem, por exemplo, implementar estratégias de controle da mão-de-obra local, de melhoria de habilidades, de fornecimento de infra-estrutura de política fiscal, de regulamentação estatal etc, a fim de atrair o desenvolvimento para seu espaço particular

10 - Explique como sua cidade e você estão inseridos no processo de globalização.
Pessoal.







Um comentário: